21 nov

O que Pode Causar Bursite no Quadril?

A bursite se caracteriza denominação designando inflamação de uma bursa, tipo de bolsa que apresenta quantidade pequena do líquido percebida nas áreas de atrito corporais, sendo exemplo a área entre ossos e tendões.

Em região lateral de quadril, com proximidade de protuberância óssea chamada de trocanter maior de fêmur, há a bursa trocantérica, que pode ter inflamação nos corredores.

Bursite trocantérica

Bursite trocantérica causa dor na corrida, em subida de escada, e para palpação de lateral do quadril, podendo ocasionar ainda incômodo para dormir de lado.

Bursite no Quadril

A inflamação desta bursa se mostra, no geral, junto à inflamação ainda em mais próximas estruturas, como músculos, tendões, fáscias.

Assim, na atualidade, a mesma está sendo denominada de síndrome de dor trocantérica, que tem maior freqüência nas mulheres que estão em meia idade.

Bursite trocantérica nos corredores é motivada em especial por atrito de banda iliotibial, em região lateral de quadril, causando traumas pequenos em bursa.

Tal atrito de exagero acontece por causa de desalinhamento de coxa na corrida, que é gerado pela fraqueza do músculo ou ausência do controle de músculo glúteo médio.

Tratamento fisioterapêutico

E o tratamento fisioterapêutico vai envolver, de modo inicial, controlar inflamação de bursa através de aplicar gelo, repousar, e laser com baixa potência.

Depois de melhorar a inflamação, é necessário o fortalecimento de musculatura e correção de padrão da corrida, com foco em amenizar atrito em área de quadril.

O fortalecimento de músculo glúteo médio pode ser realizado em posição deitada, a elevar a perna esticada acima.

Esse músculo também além de fortalecimento deve ter treino à contração na hora correta pela corrida, a manter coxa e pelve alinhadas.

Isso pode ser realizado por meio das atividades de afundo, e saltos pequenos à frente, a mimetizar movimento de corrida, procurando sempre manutenção de alinhamento do corpo.

O quadril é encarregado pela sustentação do corpo, sem contar auxiliar ainda a articular fêmur, osso da bacia e osso da coxa.

O encaixe destes ossos com quadril deve se apresentar perfeito e suave, e assim, existe cartilagem nesta região ao amortecimento deste contato.

Mudanças anatômicas

Mas, pode haver determinadas mudanças anatômicas neste encaixe que podem agravar mais ainda pelos equívocos da postura, ou através de movimentos tão amplos, como de determinadas atividades na academia, como exemplo.

Assim é essencial fazer tais exercícios da maneira correta e também outros que auxiliam ao fortalecimento desta região e evitando lesões de maior gravidade.

Em academia, há 2 exercícios bastante populares ao bumbum e coxas que podem afetar muito o quadril se realizados de forma errada, leg press, e agachamento.

Já para possibilidade de bursite, a inflamação da bolsa que recobre osso, e um dos motivos mais comuns sendo dormir de um lado apenas.

Para que seja evitada a situação, a dica é para dormir de lado usando travesseiro entre pernas, ou com a barriga para cima, usando travesseiro por baixo de joelhos.

Em determinados casos, pode ainda acontecer desgaste tão enorme em articulação de quadril que apenas resolve com a cirurgia.

Assim, é fundamental ter atenção com os sinais de que algo está errado com o quadril.

Veja mais informações no blog: www.seraquepode.com

Vídeo | Exercícios para evitar a bursite

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *